Chile – Guia oficial

Informações uteis:

*Código DDI: +56

*Endereço da embaixada do Brasil: Avenida Apoquindo 3039, piso 2, oficinas 201 y 202.

Las Condes, Santiago de Chile. Tel: (+562) 2876-3400.

*Moeda oficial:  Peso chileno (CLP)

*Preço do Combo Big Mac:  2450 CLP (3,64 dólares dado de 04/2017)

*É fácil encontrar casas de câmbio em todo país, todas elas aceitam real e a cotação é muito boa. Alguns estabelecimentos também aceitam pagamentos em real.

*O transporte rodoviário no Chile é um dos mais desenvolvidos da américa latina (talvez o melhor) as passagens de ônibus são baratas, existem empresas cobrindo todos os trechos turísticos do país e o conforto dos ônibus é muito superior à média no Brasil (a Turbus, maior empresa do país, oferece agua e lanche em qualquer viagem de mais de 3h).

*Os taxis circulam com taxímetro normalmente e apps como Uber estão disponíveis em algumas cidades.

*Cartão de crédito é aceito na maioria dos estabelecimentos, mesmo lojas pequenas e hosteis não tem problema em receber esta forma de pagamento.

*É proibido beber nas ruas! O tradicional hábito de comprar uma cerveja no mercado e tomar na rua antes de entrar na balada é proibido (inclusive não há vendedores ambulantes de álcool mesmo nos bairros mais boêmios)

*As estradas são muito bem conservadas em todo o país facilitando o transporte terrestre.

*Carona é um hábito socialmente bem aceito e os motoristas costumam ajudar os mochileiros na estrada (o Chile é um dos melhores países na américa latina para pegar carona)

  • Assim como Estados Unidos e Europa, o governo do Chile trata a água da torneira das residências, logo aqui é seguro beber água direto da pia.

Quando ir:

A alta no Chile são os meses de Dezembro a Fevereiro e Junho a Agosto, nesse período os destinos turísticos estarão mais cheios (lotados de brasileiro) e os preços tendem a subir, mas a melhor época para visitar o país depende do objetivo especifico do viajante: para ver neve é preciso ir entre Julho e Agosto, já para conhecer o Atacama, Torres del Paine e Pucon o melhor período é o outono Fevereiro a Maio, quando as temperaturas estão mais agradáveis e há menos pessoas dado o fim da alta temporada.

Sugestão de Roteiro

Devido à disposição geográfica do território chileno, é bem simples montar um roteiro para conhecer todo o país em uma única viagem (basta ter tempo suficiente). Norte a sul ou sul a norte, não há muita diferença é preciso apenas analisar o que é mais conveniente para sua viagem.

Segue uma sugestão de sul a norte

Torres del paine – 5 noites, natureza, montanhas e trilhas, 6h em ônibus para o próximo destino

Punta Arena – 1 noite

Pucon – 3 noites, vulcão, águas termais, trilhas, natureza e praia

Concepcion – 1 noite, vida noturna e museus

Santiago – 4 noites

La Serena – 1 noite

San Pedro de Atacama – 4 noites

  *ônibus noturno é a maneira mais confortável e barata para se locomover entre as cidades no chile

Fronteiras

Chile – Argentina: Os dois países têm mais de 2mil km de fronteira, entretanto para cruza-la é preciso atravessar a cordilheira dos andes uma viagem que nem sempre é simples ou rápida (e durante o inverno a estrada eventualmente é fechada por segurança). Na rodoviária de Santiago é possível tomar o ônibus da Andesmar até Mendoza na Argentina. Outros pontos típicos para a travessia são: Osorno – Bariloche, Pucón – Malleo e San Pedro de Atacana – Salta.

Chile- Peru: Arica fica distante apenas 50km da cidade peruana de Tacna, na rodoviária da cidade você tem 3 opções: Taxis que fazem lotação de passageiros (aproximadamente 8000 pesos), ônibus direto até Tacna (3000 pesos) ou ônibus que leva até o limite da cidade e de lá caminhar até a fronteira e pegar outro ônibus do lado peruano (1000 pesos). Qualquer que seja a opção escolhida vão haver dezenas de outras pessoas fazendo o mesmo caminho que você, então não se preocupe é uma travessia tranquila.

Chile-Bolívia: A maior parte das pessoas que realiza esta travessia faz por San Pedro de Atacama – Uyuni, é um passeio de três dias em um parque nacional com o deserto de sal mais famoso do mundo, mas custa 100mil pesos (160 USD). Apesar de caro, o passeio é muito interessante e você conhece lugares por ondem correm os pilotos do rali Paris -Dakar. Se você quer fazer a travessia de forma econômica existe um trem de Calama até Uyuni e custa 10mil Pesos.

Nota pessoal: Eu atravessei a fronteira desde San Pedro a Uyuni pelo deserto, foi uma experiência muito boa, mas bem cansativa e desconfortável. Algumas paisagens são realmente incríveis, mas 3 dias dentro de um Jeep rodando trechos de terra sem nenhuma infraestrutura e dormindo em alojamentos super básicos sem sequer água quente.

Curiosidades

  • Os chilenos têm uma paixão muito grande por cães, em todas as cidades grandes é possível ver pessoas brincando e alimentando cães de rua. Eu realmente fiquei muito admirado e feliz de ver como eles são bem cuidados.

  • Não se assuste com os valores altos da moeda chilena, isso acontece porque aqui não existe “centavos”, então 100 pesos é como no brasil dizer 100 centavos.

  • San Pedro de Atacama é considerado o lugar mais seco do mundo.

  • O espanhol falado no Chile é considerado por muitos (inclusive por mim) o mais difícil de ser entendido no mundo. Isso se deve ao sotaque rápido dos chilenos e a incorporação de muitas gírias em inglês no idioma. Exemplo: para perguntar se você entendeu algo o chile diz “cachai?” que origina do verbo inglês “catch” e significa “pegar”.

Deixe uma resposta

About bolds

Rafael Lima, autor do tomate chinês, tem 26 anos é formado em computação e trabalha numa empresa de petróleo. Criou o site para explorar o seu potencial criativo que ficava reprimido dentro do escritório.